Conheça cinco benefícios da castração

Desde sempre reforçamos a importância da castração para manter o seu amiguinho saudável, longe de doenças e até com uma relação mais ordeira com o tutor. A lista de benefícios é bem extensa e, para nos ajudar, pedimos para o Médico Veterinário e proprietário da Clínica Espaço Animal, Hermes Raupp, trazer cinco dos mais importantes.

1. Organização financeira

Há prazos e momentos mais adequados para realizar a castração dos bichinhos. O período depende de fatores como o sexo, a espécie e o porte, especialmente no caso dos cachorros. Assim, é possível se organizar desde cedo para conseguir fazer a castração na idade ideal. 

2. Prevenção de tumores mamários

Assim como na mulher, os tumores de mama estão relacionados com os hormônios, tanto na cadela quanto na gata. A regra também vale para os machos em relação a tumores na próstata. Em ambos casos, a castração é a melhor amiga da prevenção.

3. Prevenção de infecções uterinas

São as famosas piometras. Uma vez diagnosticadas, configuram uma cirurgia de emergência, tempo para se organizar, necessidade de ultrassonografia e de exames mais sofisticados para poder submeter esse animal a uma cirurgia. Esta ainda é uma intervenção de risco, uma vez que ele está com uma infecção bastante importante. 

4. Diminuição da agressividade

Acontece principalmente em machos, uma vez que reduz a testosterona, deixando o animal mais calmo. Sem a necessidade de brigar por um espaço no ambiente.

5. Redução da demarcação de território

Essa não é uma coisa 100% garantida, mas uma vez que o animal é castrado, seja cão ou gato, criado dentro de apartamento, a tendência é ele reduzir a demarcação de território. A lógica é semelhante ao item anterior.

Na Clínica Veterinária Espaço Animal, fazemos castração tanto em cães quanto em gatos. Há planos em que o tutor, quando traz um filhotinho, pode fazer um plano de vacinação. E nesse plano também ele terá direito a um desconto na castração.

Espaço Animal sorteia kit de produtos da Premier em comemoração a aniversário

O mês de outubro é muito especial para a Clínica Veterinária Espaço Animal. No próximo dia 16/10, completam-se 23 anos de atuação em Esteio: uma trajetória repleta de motivos para comemorar.

Para celebrar a data, a Espaço Animal vai sortear um kit de produtos Premier. Estarão concorrendo todos os clientes que forem atendidos na clínica entre 2 e 16/10. O sorteio ocorrerá no dia 17/10.

Aproveite essa oportunidade para colocar em dia as consultas do seu pet!

Crueldade contra animais domésticos cresce no Rio Grande do Sul em 2021

Dados da Polícia Civil indicam que ocorrências de maus-tratos contra animais domésticos cresceram 28,72% ano passado em relação a 2020. Ao todo, foram 4.490 ocorrências contra 3.488 casos no ano anterior.

Lembrando que praticar violência contra cães e gatos é crime previsto na lei 14.064/2020. A legislação não é apenas sobre maus-tratos, mas também versa a respeito de abusar e ferir um pet e outros atos (veja abaixo). Esse delito prevê prisão de 2 a 5 anos, multa, e proibição da guarda. Além disso, pode ser aumentada de 1/6 a 1/3 da pena se o bicho morrer. A pessoa que maltrata pode ser presa em flagrante.

Portanto, sempre é importante denunciar, pois em os números citados acima, embora sejam oficiais, podem ser subnotificados porque muitas vezes os crimes não são relatados às autoridades competentes. Se você presenciar qualquer ato de crueldade contra cães ou gatos, faça contato com algum destes canais de denúncia:

– Disque 190 | Brigada Militar;

– Telefone para o 181 | Disque-Denúncia do RS;

– Acesse https://ssp.rs.gov.br/denuncia-digital | Denúncia digital;

– Procure a Delegacia de Polícia mais perto de você.

Mas o que configura um ato de violência contra um animal?

Segundo a Federação Brasileira dos Animais (FBA), as seguintes atitudes caracterizam maus-tratos:

– Abandonar;
– Ferir, mutilar ou envenenar;
– Manter preso permanentemente em correntes;
– Manter em locais pequenos e sem higiene;
– Não abrigar do sol, da chuva e do frio;
– Deixar sem ventilação ou luz solar;
– Não dar comida e água diariamente;
– Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido;
– Obrigar a trabalho excessivo ou superior à sua força;
– Utilizar animais em shows que possam lhe causar pânico ou estresse;
– Capturar animais silvestres;
– Promover violência como rinhas, farra do boi, entre outros.

Abandono

O abando é um dos crimes que mais ocorre entre os meses de dezembro a março. Inclusive, a Campanha Dezembro Verde é uma das iniciativas que visa sensibilizar as pessoas sobre o tema, mas ainda é preciso avançar muito. A prática chega a aumentar 70% no mês natalino, conforme a Associação Rio-Grandense de Proteção aos Animais (Arpa).

Além disso, ONGs protetoras de animais da capital e região metropolitana relatam que é neste período em que menos ocorrem adoções. A pandemia também contribuiu para o aumento.

Diante desse contexto, é fundamental que dialoguemos com nossos amigos, vizinhos e colegas de trabalho a fim de promover a tutoria responsável de cães e gatos. Eles necessitam de cuidado e carinhos e apegam às pessoas as quais convivem.

Confira aqui dicas para viagens com pets e sobre o que fazer se for deixar seu bichinho em casa.

Fontes: Portal G1, reportagem do Jornal do Almoço, site da Federação Brasileira dos Animais, portal GZH.

Vídeo: Conheça o fenômeno comum no verão que pode ser fatal para o seu pet

Estamos na estação mais quente do ano e com ela há dias em que parece que será impossível suportar o calor. Os pets também sofrem no verão e é preciso muito cuidado para não submetê-los a atividades em que as temperaturas estão muito elevadas. Aspecto que pode levar a um fenômeno chamado intermação que, dependendo do caso, pode até ser fatal.

Para explicar o que fazer se o seu cão ou gato tiverem intermação, conversamos com médico veterinário e proprietário da Clínica Espaço Animal, Hermes Raupp. Confira no vídeo abaixo: